A Rússia anunciou neste fim de semana que pretende realizar a vacinação em massa contra a covid-19 em outubro de 2020. O ministro da Saúde, Mikhail Murashko, declarou que o Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, em Moscou, concluiu os ensaios clínicos e a documentação está sendo preparada para registrar a vacina e assim será possível começar a campanha em outubro. Profissionais de saúde e professores seriam os primeiros a serem vacinados.

A vice-primeira-ministra da Rússia, Tatiana Golikova, afirmou que a primeira vacina contra Covid-19 em desenvolvimento no país receberá aprovação regulatória local este mês com a condição de “outro ensaio clínico para 1.600 pessoas ser realizado” em seguida. “O início da produção está previsto para setembro de 2020”, disse Tatiana.

O Instituto Gamaleya está trabalhando em uma vacina baseada em adenovírus. No Brasil, uma representante do governo estadual do Paraná esteve nesta semana com o embaixador russo para discutir uma possível parceria e ofereceu a estrutura do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para a produção. Os envolvidos ainda não chegaram a um acordo.

Informações: G1