Os presos do Centro de Detenção Provisória “ASP Sandro Alves da Silva”, que fica em Serra Azul, interior de São Paulo, estão construindo casinhas para cachorros abandonados da cidade e de outras localidades. A iniciativa, que recebeu o nome de “Projeto Acolher”, nasceu quando o diretor da unidade, Valdemar Alves dos Santos, viu que um empresário de Serrana tinha instalado pontos de alimentação e de bebedouros para animais em situação de rua.

Para a construção das casinhas são usadas madeiras que seriam descartadas como entulho. Quatro presos, que já atuavam no trabalho de marcenaria, iniciaram a construção das casas, de forma voluntária. “As madeiras foram cortadas em vários tamanhos, lixadas, plainadas e furadas. Até o momento, foram montadas dez casinhas”, enumera Santos.

O diretor explica que na medida em que as casas forem sendo construídas serão distribuídas a entidades de proteção animal que realizam feiras de adoção na cidade e região. “O objetivo é que, ao adotar um animal, a pessoa ganhe uma casinha para o seu novo bichinho de estimação”, explica.

Parceiro no projeto, o empresário Wagner Cândido destaca que a distribuição das casinhas para ONGs de proteção animal deve incentivar a adoção de pets de rua. “Não podemos deixar de citar, também, os benefícios para os presos. Existe a possibilidade de ressocialização do detento, aliando o trabalho a esse projeto social”, pontua.