Um garoto queniano, de apenas nove anos, fez uma máquina para lavar as mãos, com madeira e pedal, que ajuda a evitar a disseminação do coronavírus. Por causa da invenção, Stephen Wamukota recebeu o prêmio Uzalendo, uma espécie de condecoração presidencial. “Estou muito feliz. Agora tenho duas máquinas e quero fazer mais”, disse o o garoto.

O pai do menino, James Wamukota, contou que o menino teve a ideia depois de aprender na TV sobre maneiras de prevenção do vírus: “Eu havia comprado alguns pedaços de madeira para fazer uma moldura de janela, mas quando voltei para casa depois do trabalho, descobri que Stephen havia fabricado a máquina”, disse o pai. Ele postou a invenção do filho em uma rede social e ela rapidamente viralizou.

Stephen e sua família vivem em Siboti Ward – Bungoma, no oeste do Quênia, que não teve um único caso do vírus até o momento. No total, o Quênia registrou mais de 2 mil casos de Covid-19 e 69 mortes.

O sonho do menino é ser engenheiro e o governador do condado prometeu que dará a ele uma bolsa de estudos.