A ONG Moradores de Rua e Seus Cães (MRSCBeagá), de Belo Horizonte (MG), oferece alimentação e serviço de saúde e limpeza, todos os dias da semana, para os animais, que vivem nas ruas da cidade. Os tutores dos bichinhos ganham café da manhã, kit lanche, kit higiene, roupas e cobertores.

O projeto surgiu em 2015, em São Paulo, depois que o fotógrafo Edu Leporo percebeu que muitas pessoas sem-teto tinham um cão como companheiro. Aos poucos, a iniciativa foi crescendo e se estendendo pelo país, Chegou em Belo Horizonte em 2017, mas ganhou força, nos últimos meses, durante a pandemia. De maio até agora já foram realizados mais de mil atendimentos, por uma equipe que conta com 52 voluntários ativos e 92 voluntários na fila de espera.

Thiago Dester, responsável pela ONG, contou que o atendimento não tem um local fixo, já que não tem recursos suficientes para se instalar. Geralmente, as atividades são realizadas pelas ruas e comunidades da capital mineira. “Sempre paramos nossos carros em pontos estratégicos que já conhecemos e sabemos que há moradores de rua com animais”, explicou.

Alguns atendimentos também têm sido feitos na Serraria Souza Pinto, junto com os projetos Pastoral de Rua e a Transforma BH. A ação deve permanecer por lá até o final deste ano.

O primeiro passo do atendimento é o preenchimento de uma ficha com os dados do cão e do sem-teto. Após isso, o animal recebe banho quente com shampoo antialérgico e passa por uma secagem. Ainda nesta etapa é realizada uma limpeza mais específica na boca e nas orelhas. Em seguida, ele é avaliado por um médico veterinário. É vacinado, recebe vermífugo, soro e, quando necessário, medicamento. Para finalizar, o animal ganha roupinha, coleira, pingente de identificação inteligente com um QR Code, uma espécie de código de barras, onde fica registrado todo o prontuário do animal. “Se o tutor autorizar, nós encaminhamos o animal para castração”.

Quem quiser ajudar a ONG MRSC-BH pode entrar em contato pelo perfil @mrscbeaga.

Informações: G1