Com o frio cada vez mais forte em São Paulo, a prefeitura informou que intensificou suas ações de acolhimento junto à população que vive na rua. Desde que teve início, em maio deste ano, a Operação Baixas Temperaturas já fez cerca de 470 mil acolhimentos (uma pessoa pode ser acolhida mais de uma vez), de acordo com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). Só na madrugada desta segunda-feira (8), foram 181 pessoas encaminhadas aos centros de acolhidas municipais. Mas os cidadãos também podem e devem fazer a sua parte. Como? Solicitando uma abordagem social por meio da Coordenação de Pronto Atendimento Social (CPAS), da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo, que funciona 24 horas por dia e pode ser acionada pela Central 156. Basta ligar, fornecer dados detalhados da pessoa e o endereço onde ela pode ser localizada pelas equipes de abordagem. A solicitação pode ser anônima, mas é importante que a pessoa forneça o endereço da via em que a pessoa em situação de rua está, mesmo que o número seja aproximado e que tenha informações sobre as características físicas e detalhes de como a pessoa está vestida.

Ao todo, já foram feitos 6.700 atendimentos no período de plantão – noite e madrugada. A operação, que segue até 20 de setembro e é intensificada sempre que a temperatura atinge patamar igual ou inferior a 13ºC ou sensação térmica equivalente. De acordo com a prefeitura, os orientadores socioeducativos que atuam nos Serviços Especializados de Abordagem Social fazem as abordagens em pontos estratégicos da cidade, das 8h às 22h, ofertando encaminhamentos para rede de acolhimento e outros serviços da rede socioassistencial. Essa equipe fez 53.844 abordagens desde maio, podendo uma mesma pessoa ser atendida várias vezes, e 23.267 encaminhamentos.

A Secretaria Municipal de Assistência Social tem 148 serviços e aproximadamente 22 mil vagas, sendo 18.411 de acolhimento. Conta ainda com 128 Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes, que disponibilizam 2.335 vagas. Durante a operação, foram criadas 260 vagas emergenciais para população em condição de rua e 20 para crianças e adolescentes.

Vale lembrar que, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a capital teve a madrugada mais fria do ano neste domingo (7), com termômetros marcando 6,5ºC. No sábado, os termômetros haviam registrado 7,4ºC, recorde de temperatura baixa em 2019 até então.