Quem convive com crianças sabe da quantidade de brinquedo que é acumulada e que acaba sendo esquecida em algum baú. Pensando nisso, o site Brincou Trocou  criou um mecanismo que permite a troca de brinquedos em todo o Brasil, pagando apenas o valor do frete  A ideia é incentivar o consumo consciente entre pais e filhos.

Para participar, é preciso fotografar o brinquedo que vai ser trocado e escrever o que gostaria de receber em troca. A troca de um brinquedo por outro não é obrigatória. O aplicativo disponibiliza um sistema de moedinhas que podem ser conquistadas a cada produto oferecido para troca. As moedas acumuladas podem ser usadas para adquirir um brinquedo ou custear as taxas de entrega dos Correios.

Depois de cadastrar o brinquedo, o interessado pode escolher um produto. O dono receberá um código dos Correios e só precisará levar o item até uma agência e apresentar o código para efetuar o envio, sem custos para ele.

Cada brinquedo tem um valor estipulado em moedas de prata e de ouro. A primeira corresponde ao valor determinado por quem cadastrou o brinquedo e o segundo ao valor do frete. O cliente precisa ter a quantidade correspondente de moedas de prata e ouro para possibilitar a transação.

As moedas de ouro precisam ser compradas pelo site. Porém, as moedas de prata podem ser conseguidas de outras maneiras, além da simples compra: o cliente, ao cadastrar um brinquedo para troca no site, receberá 10 moedas de prata. A cada curtida que este brinquedo receber, renderá mais uma moeda de prata. E se alguém comprar o seu item, o usuário recebe o valor correspondente em moedas de prata.

A startup fechou um contrato com os Correios que permite enviar os brinquedos com o frete mais barato. O cliente paga o valor do frete comum e o desconto negociado pela startup vira o faturamento da empresa.