Várias personalidades estão se mobilizando para arrecadar fundos ou fazer doações para os bombeiros e vítimas dos incêndios que devastam a Austrália e que já mataram 24 pessoas.  As atrizes Nicole Kidman, Celeste Barber, a tenista Ashleigh Barty, todas australianas, além da cantora Pink (fofo abaixo), anunciaram que vão fazer doações para a corporação que atua no combate a incêndios florestais.

Kidman doou US$ 500 mil, o que equivale a cerca de R$ 2 milhões.  “O apoio, pensamentos e orações de nossa família estão com todos os afetados pelos incêndios na Austrália”, disse em uma rede social.

Já Barty disse que doaria o que ganhar como prêmio no torneio de Brisbane à Cruz Vermelha. O prêmio pode chegar a US$ 250 mil (cerca de R$ 1 milhão).

Celeste Barber, por sua vez, lançou um fundo de doações para ajudar os bombeiros. Em 48 horas, a iniciativa arrecadou 25 milhões de dólares australianos, o equivalente a R$ 70 milhões de doações de todo o mundo.

Pink prometeu uma doação de US$ 500 mil (cerca de R$ 2 milhões). Nas redes sociais, ela disse: “Totalmente arrasada vendo o que está acontecendo na Austrália agora com os horríveis incêndios florestais. Estou doando US$ 500.mil diretamente aos bombeiros locais que estão lutando nas linhas de frente. Meu coração está com nossos amigos e familiares”, disse Pink.

Hugh Jackman e Selena Gomez também estão entre as celebridades internacionais que usaram suas redes sociais para pedir apoio às vítimas. O ator australiano Hugh Jackman, conhecido por interpretar o Wolverine, disse que esta é uma tragédia para o país. “Queremos expressar nossa profunda gratidão às pessoas na Austrália que estão lutando contra esses incêndios devastadores. […] Esta é uma imensa tragédia para nosso país”, escreveu o ator.

A atriz e cantora americana Selena Gomez também fez uma doação e pediu ajuda aos fãs por meio de sua conta no Instagram. “Estou orando por todos os afetados”, escreveu. Neste sábado (4), a Austrália convocou 3 mil reservistas das Forças Armadas para combater os incêndios florestais que devastam o país. Ao menos 1.200 casas foram destruídas.