Para comemorar o “Dia da Amazônia”, o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, realizou no ultimo sábado (5) uma série de projeções com o objetivo de sensibilizar as pessoas para aos altos índices de queimadas na maior floresta brasileira.

As projeções simulavam chamas em tamanho real e  foram feitas nas árvores do parque, entre 19h e 22h. A criação foi da artista visual Roberta Carvalho e faze parte de uma campanha da Natura para lembrar as queimadas que têm consumido a floresta amazônica nos últimos anos. Segundo a empresa, a ação quer demonstrar que “todos os seres vivos estão conectados com a maior floresta tropical do mundo”.

Como parte da ação, também foram realizadas projeções de diferentes árvores nativas da Amazônia em edifícios de vários bairros de São Paulo, como na rua da Consolação (Centro), rua Souza Reis (Butantã), rua dos Timbiras (Centro), Avenida Rio Branco (Centro), rua Santa Isabel (Vila Buarque), rua Maria Antônia (Higienópolis) e rua Rêgo Freitas (Centro). Entre as árvores projetadas estão o Buriti, pode ter de 20 a 35 metros de altura, a Samaumeira, a Andiroba e o Açaí.