Após sete semanas afastado de casa para proteger a família da possibilidade de contrair o covid-19, o escocês Scott Sneddon pode abraçar a filha, de quatro anos, que tem leucemia. O momento do encontro dos dois foi registrado e viralizou nas redes sociais. Assista abaixo.

Como precisava sair todos os dias para trabalhar e se expor ao contágio, o pai da menina optou por se afastar já que a menina está no grupo de risco do coronavírus, pois foi diagnosticada com um raro tipo de leucemia que enfraquece o sistema imunológico. Essa condição deixa o corpo vulnerável à infecções e incapaz de defender-se contra outras doenças.

O pai foi dispensado do trabalho por 15 dias para reencontrar a família.