Conectar doadores a organizações não-governamentais que necessitam de ajuda. Este é o objetivo da plataforma “São Paulo Mais Humana”, lançada pelo governo do Estado de São Paulo.  Com a ferramenta, é possível escolher qual a causa que o doador tem preferência: crianças e adolescentes, idosos, mulheres, pessoas com deficiência ou em situação de rua ou outras categorias.

O cidadão tem a opção ainda de escolher o que pretende doar: materiais, tempo como voluntário ou encontrar vagas de trabalho. O usuário também poderá, a partir de filtros de pesquisa, escolher a forma como deseja ajudar.

A iniciativa foi desenvolvida pelo Fussp (Fundo Social de São Paulo) em parceria com a PRODESP e contempla uma tecnologia de geolocalização que identifica as entidades mais próximas aos usuários, de acordo com suas causas pré selecionadas. Para casos de *catástrofes e desastres *ambientais, o aplicativo também possui conexão direta com a Defesa Civil do Estado, possibilitando ajudas emergenciais.

O doador pode ser uma pessoa ou uma empresa. Segundo o diretor executivo do Fussp, Augusto Ramos, “apesar de não haver um filtro para os doadores, as instituições que serão beneficiadas passam por uma análise prévia para verificar a autenticidade das informações no cadastro. O aplicativo faz a aproximação entre doador e entidades, mas não interfere nessa relação”.

Para participar,  basta baixar o aplicativo ou  acessar o site.