A conhecida chef de cozinha Regina Tchelly, idealizadora do projeto “Favela Orgânica”, resolveu inovar mais uma vez. Quem passar pela ladeira Ari Barroso, na entrada do Morro da Babilônia, no Rio de Janeiro, mais especificamente, nas paredes da rua do Rosário, vai poder ver desenhos de alimentos orgânicos, ao lado de suas  já tradicionais receitas. Os murais pintados fazem parte do livro de receitas ao ar livre, que também fazem parte do projeto.

Regina contou que o principal objetivo da iniciativa é democratizar a alimentação para todos que passam pelo local. Por conta disso, os moradores passaram a andar nas ruas com um bloco e caneta na mão anotando os pratos: chá do coração e da ressaca, tutu de talo de brócolis e risoto de casca de melancia são alguns deles. A chef começou a reforma do muro com duas latas de tinta esquecidas que tinha em casa; depois colocou a mão na massa junto com amigos e mobilizou mais de trinta vizinhos para ajudar nas pinturas.

De acordo com Adriano Paraíso, secretário da Associação dos Moradores da Babilônia, as paredes em que estão as receitas eram um lugar de despejo de lixo e entulho e as pinturas deram outra finalidade àquele espaço, que agora não serve mais como área de descarte.

Vale ressaltar que o Projeto Favela Orgânica é uma iniciativa que teve origem nas comunidades Babilônia e Chapéu Mangueira, em setembro de 2011. A meta era modificar a relação das pessoas com os alimentos, evitar o desperdício, cuidar do ambiente e mostrar que é possível acabar com a fome.

A ideia é aproveitar integralmente alimentos naturais, incluindo cascas, talos, caroços e tudo o mais que, com criatividade e sagacidade, possa se tornar em receita. Aquilo que não for usado vira compostagem. O projeto também tem como foco aproximar pequenos produtores agrícolas da cidade e consumidores, fortalecendo assim esse ciclo.

A iniciativa já levou suas oficinas e palestras para outros estados do Brasil, como Bahia, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Sul e para o Distrito Federal, além do exterior, na França, Itália e Uruguai.

Informações: O Globo

Foto: Reprodução/Facebook – Favela Orgânica