Em meio a pandemia, muitas iniciativas têm surgido para ajudar quem precisa de várias partes do Brasil. Em Belford Roxo, no Rio de Janeiro, por exemplo, Dilian Pereira Lira, que é proprietária de uma confecção de uniformes escolares, arregaçou as mangas e, sozinha, começou a produzir máscaras de proteção caseira para doar para moradores da região. Segundo ela, desde sexta-feira (10), os produtos estão sendo pendurados em frente a sua casa, sempre com um recado positivo, e as pessoas retiram conforme sua necessidade.

Dilian disse que, por dia, são retiradas cerca de 40 máscaras e que o primeiro lote já se esgotou. Ela contou que sua confecção, que existe há mais de 30 anos na cidade, está fechada por conta do coronavírus, e os funcionários foram dispensados, por isso, a produção das máscaras está sendo feito em sua casa. “Se a demanda aumentar e a situação se agravar, a ideia é passar a produzir na confecção com máquinas de costura profissionais e com a ajuda das costureiras que trabalham comigo, em esquema de revezamento, para que todos continuem seguros”.