O garoto Alan Sorravilla, de 11 anos, que mora em um pequeno distrito no Rio Grande do Sul, não vai mais precisar estudar em uma barraca improvisada no meio da lavoura porque o acesso à internet chegou à sua casa. A empresa Elsys, em parceria com a Claro e a Vivo, doou e instalou os equipamentos de internet para a família. Com testes e instalação concluídos, o aluno, que está na 6ª série, conseguiu assistir as aulas, dentro de casa, como sempre quis.

Vale lembrar que os pais do menino improvisaram uma ‘sala de aula’ na lavoura para o filho acompanhar o ensino a distância porque era o único local onde a internet funcionava. Apesar de conseguir acessar o conteúdo educacional, a barraquinha improvisada era desconfortável, já que ficava perto de um rio e o menino tinha que enfrentar baixas temperaturas ao longo do dia, além de chuva.

Para estudar, Alan também teve que pegar emprestado da escola a mesa e a cadeira. A família também não tinha celular. A aquisição de telefone usado foi feita para tentar garantir o acesso do jovem aos conteúdos de sala de aula.

Além da internet, os internautas se reuniram e criaram uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para melhorar as condições da família Somavilla. O valor já chegou a R$ 74 mil.