O craque argentino Lionel Messi, que atualmente joga no Barcelona, da Espanha, doou um milhão de euros, cerca de R$ 5,5 milhões para ajudar no combate a pandemia do novo coronavírus. De acordo com publicação do jornal espanhol Mundo Deportivo, a quantia será dividida entre dois hospitais. O primeiro é o Hospital Clínic, referência em Barcelona, e o segundo é um centro médico na Argentina.

Não é a primeira vez que Messi tem atitudes como essa. O jogador já ajuda alguns hospitais e fundações na luta contra o câncer, principalmente entre as crianças.

Além dele, o ex-técnico do Barcelona e atualmente no Manchester City, o catalão Pep Guardiola também contribuiu na luta contra a pandemia e fez uma doação no mesmo valor que seu antigo jogador. A doação de Guardiola foi para o Colégio Oficial de Médicos de Barcelona. O Barcelona, por sua vez, colocou suas instalações à disposição do governo da Catalunha