Com a vitória de Joe Biden nas eleições dos EUA, Kamala Harris se torna a primeira vice-presidente mulher dos Estados Unidos. Filha de pais imigrantes – mãe indiana-americana e pai jamaicano -, ela será também a primeira vice-presidente negra do país e a primeira descendente de indianos.

Harris, de 56 anos, atualmente é  senadora democrata pelo estado da Califórnia. Ela é conhecida por suas perguntas incisivas nas comissões de que faz parte no Senado, ela tem entre suas prioridades reformar a Justiça criminal dos EUA – projeto visto como uma resposta a críticas de progressistas a seu trabalho como uma dura procuradora-geral da Califórnia.

Na terça-feira (3), quando os americanos foram às urnas, ela declarou.”Eu tenho fé no povo americano. Acredito fortemente que nós, seja quem for em quem votemos, vamos defender a integridade de nossa democracia e uma transferência pacífica de poder”.

Foram poucas as mulheres que tentaram concorrer ao cargo de presidente ou vice-presidente dos Estados Unidos. Quem ocupa o lugar na história de primeira mulher negra a fazê-lo é Shirley Chisholm, também primeira mulher negra eleita ao Congresso (eleita por sete mandatos, entre 1969 e 1983). Ela concorreu à nomeação do partido democrata à Casa Branca em 1972, mas não foi escolhida.

Harris foi a quarta mulher a integrar uma chapa presidencial de um grande partido nos Estados Unidos —e a única mulher negra a fazê-lo.  Todas antes dela, no entanto, perderam. Harris foi escolhida pela campanha de Biden de uma lista que tinha estimados 13 nomes de mulheres, incluindo pesos-pesados, como a senadora e ex-pré-candidata Elizabeth Warren.

Informações: UOL