Para arrecadar recursos para combater o câncer infantojuvenil, maior causa de morte em crianças e jovens de 1 a 19 anos, o Instituto Ronald McDonald e a Hyundai Brasil se uniram para lançar a campanha “Sorte Acelerada”. A iniciativa, que tem como objetivo beneficiar milhares de crianças e adolescentes em tratamento em todo país de várias instituições, vai sortear um carro Hyundai HB20 Nova Geração Versão Sense Modelo 2020 1.0cc. A ação tem como meta a venda de 500 mil cupons no valor de R$10 cada e o sorteio ocorrerá no dia 09 de setembro, deste ano, pela Loteria Federal.

Para concorrer ao prêmio e ainda ajudar na luta contra o câncer, basta adquirir o cupons no site da campanha ou por meio da rede de instituições parceiras em todo o Brasil. Após clicar no link para acesso, será direcionado a página inicial da campanha que pedirá para escolher a entidade que deseja ajudar.

“Neste momento desafiador que estamos passando, a atenção e o cuidado com as crianças, principalmente aquelas do chamado grupo de risco para a COVID-19, são fundamentais”, destaca a vice-presidente comercial da Hyundai Motor Brasil, Angel Martinez.

“Estamos muito felizes em realizar essa parceria com a Hyundai, uma empresa que entende a importância da causa e trabalha junto para preservar a vida e ampliar as chances de cura de crianças e adolescentes com câncer no Brasil”, celebra Francisco Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald.

As instituições envolvidas são: AACC-MT; AAPCMR (RN); Acacci (ES); Amo (RS); APP (CE); Cape (MG); CRM-ABC; CRM-Belém; CRM-Cam (SP); CRM-Itaquera (SP); CRM-Jahu (SP); CRM-RJ; FRMJR (MG); FSAC (MG); FSF X (MG); Gac (PE); Gacc-RPR (SP); Gaacc (SP); HMG (BA); Ici (RS); Itaci (SP); Nacc (PE); Oasis (MG); RFCC-PI; RFCC-Sob (SP); SCM (SP); Uopeccan (PR); HSVP (RS); RFCC (PR); CRM (SP); e SCMBA (BA).

Há mais de 20 anos, o Instituto Ronald McDonald´s, organização sem fins lucrativos, atua para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil no país. O objetivo da instituição é aumentar as chances de cura de milhares de crianças e adolescentes com câncer aos mesmos patamares dos países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que ultrapassam, hoje, 85% de chances de cura. Atualmente, no Brasil, as chances estão em 64%.