O jovem Caleb Anderson, que mora em Marietta, na Georgia. nos EUA, foi admitido aos 12 anos no Instituto de Tecnologia da Geórgia, uma renomada universidade e centro de pesquisa americano. O garoto será o aluno mais novo a realizar o curso de engenharia aeroespacial na instituição.

A inteligência do menino o acompanha desde quando era um bebê. Quando Caleb tinha 4 semanas de idade, por exemplo, ele já conseguia imitar a fala da mãe; aos 2 anos, o menino já lia a Constituição dos Estados Unidos e cursava o primeiro ano do Ensino Fundamental; aos 3 anos, ele foi aceito na Mensa International, a maior e mais antiga sociedade de QI alto do planeta.

Atualmente, Caleb fala outros três idiomas além do inglês: espanhol, francês e mandarim. Ele concluiu o Ensino Médio aos 11 anos e contou que costumava ser deixado de lado por alunos mais velhos. “As crianças da escola me desprezavam, me tratavam como se eu fosse uma anomalia”, afirmou o menino, que já havia iniciado o curso de engenharia aeroespacial no Chattahoochee Technical College, antes mesmo de ser aceito em Geórgia.

Com sua mais nova conquista, Caleb sonha em um dia conseguir um estágio com Elon Musk, o CEO da Space X e fundador da Tesla. O prodígio tem todo o apoio dos pais, que não são cientistas.