O primeiro teste em humanos para avaliar uma vacina contra o coronavírus teve início, nesta semana, em Seattle, segundo as autoridades de saúde dos Estados Unidos. É importante lembrar que pode levar de um ano a 18 meses para que a vacina esteja disponível. “O teste em estudo aberto incluirá 45 voluntários adultos saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos, durante aproximadamente seis semanas”, afirmou o Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH) em comunicado.

Os voluntários serão vacinados em duas doses em um intervalo de 28 dias. A vacina não poderá causar a Covid-19 porque é composta por apenas uma parte do material genético do novo coronavírus.

A vacina foi desenvolvida pelos cientistas do NIH e pela empresa de biotecnologia Moderna, com sede em Cambridge, Massachusetts. A Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi) também direcionou fundos para a implementação da vacina.  “Encontrar uma vacina segura e eficaz para prevenir a infecção de Sars-CoV-2 é uma prioridade para a saúde pública”, disse Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas.

Cientistas brasileiros também estão trabalhando para desenvolver uma vacina contra o vírus. O grupo de pesquisadores do Incor (Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo espera poder testá-la em animais em alguns meses.