O grafiteiro Eduardo Kobra, grande nome da arte de rua do Brasil, fez uma homenagem às vítimas do massacre da Escola Raul Brasil, em Suzano, ocorrido em março de 2019, em São Paulo. No pátio da instituição, a obra mostra um aluno abraçando um professor. “Pensei em uma obra feita com os próprios alunos, e que trouxesse a visão deles do que falta para a paz nos colégios. O que aconteceu ali, não pode ser apagado”, disse ele.

Além dessa obra, a escola realizou um concurso com a participação de crianças e jovens que tinha como objetivo revitalizar os muros da escola. “Os alunos que nos mandaram os desenhos realmente conseguiram entender qual era a ideia do concurso e foram desenhos maravilhosos. Foram selecionados 12 artistas no total”, detalha o diretor de projetos especiais da FDE, Romero Raposo.

Os muros se transformaram em grandes telas para um grupo de artistas que se uniu para levar para a escola cores, mensagens e desenhos, inspirados em ideias dos estudantes. Aos poucos, os muros da escola vão ficando mais coloridos e se tornando uma verdadeira obra de arte a céu aberto.

Os trabalhos dos artistas representam superação e trazem mensagens importantes para quem viveu dias difíceis na escola e para todos que não conseguem esquecer o que aconteceu na escola.