Depois de perder o emprego, por conta da pandemia, o paraense Alessandro Magno começou a fazer entregas para ajudar no sustento da família. Sem ter com quem deixar a filha Ana Vitória, de 4 anos, ele passou a levar a menina na bicicleta enquanto trabalhava nas ruas de Belém, no Pará. A cena foi registrada e viralizou nas redes sociais. O alcance da imagem foi tanto que rendeu ao rapaz doações e entrevistas de emprego na capital paraense.

O rapaz fez curso de manutenção de celulares e, até março, estava trabalhando como auxiliar de cozinha em um restaurante, que faliu há cerca 5 meses. A única renda da família ficou sendo a da esposa, que trabalha em um supermercado. Antes da pandemia, a menina estudava pela manhã e ficava na casa dos pais de Alessandro no outro período. Mas as aulas foram suspensas, e os avós da menina contraíram a Covid-19, então não puderam mais ficar com a neta.

Depois que a história ganhou repercussão, várias pessoas entraram em contato com o entregador para ajudá-lo. Uma “vaquinha” virtual foi feita para arrecadar doações para Alessandro e sua família. “Quero agradecer a todas as pessoas que estão me oferecendo ajuda. Uma moça da Inglaterra me ofereceu ajuda e depositou dinheiro. Fui chamado para fazer entrevistas de emprego”, relata.

Alessandro diz que vai utilizar o dinheiro das doações para comprar alimentos para a filha, construir sua casa e guardar o restante para investir no futuro de Ana Vitória.

Esta semana, o entregador usou parte do dinheiro para fazer a doação de cesta básica para uma família que perdeu tudo em um incêndio no final de semana.

Informações: G1