Olha que legal! A americana Jaines Andrades, que há dez anos trabalhava como faxineira no Baystate Medical, em Springfield, Massachussetts, foi contratada como enfermeira no setor de trauma, do mesmo hospital.

Em 2010, ela saiu da lanchonete, onde trabalhava, para ocupar uma vaga no setor de limpeza do hospital. Mesmo não tendo contato com os pacientes,  era uma maneira de observar o funcionamento de um centro médico e a rotina de atendimento. Mas há cinco anos, ela conseguiu ingressar no curso de enfermagem, e teve a chance de ser recontratada como enfermeira iniciante, sendo agora promovida a um cargo onde pode atuar inclusive sem a supervisão direta de um médico.

Para comemorar, postou em seu perfil no Facebook seus três crachás do hospital, dos três postos que já ocupou ali, e escreveu: “10 anos de trabalho, mas valeu a pena”. “Espero que minha história possa inspirar pessoas que talvez se sintam desencorajadas por seu passado ou de onde vêm”, disse ela à emissora ABC News. Eu só quero que elas saibam, se eu posso fazer isso, qualquer um também pode”.