A busca por representatividade entre as crianças é um assunto que sempre preocupou os pais e responsáveis, mas agora, finalmente, essa questão chegou aos fabricantes de brinquedos. Claro que ainda falta um longo caminho a ser percorrido, mas os primeiros passos já estão sendo dados. A Mattel, por exemplo, expandiu sua linha Barbie Fashionistas, com o lançamento de duas bonecas: a Barbie na cadeira de rodas e a com prótese na perna.

A novidade foi divulgada no Instagram da marca. De acordo com eles,  “Ao longo dos anos, a linha Barbie Fashionistas evoluiu para refletir mais as garotas ao redor do mundo. A ideia é aumentar a contribuição com a linha mais inclusiva e diversificada de bonecas”.

Vale lembrar que, em junho do ano passado, a Mattel lançou a Barbie engenheira robótica para ‘encorajar’ meninas a aprender programação. Em março de 2018, foi lançada a Barbie inspirada em Frida Khalo e outras personalidades para o Dia da Mulher. Em novembro de 2017, foi lançada a primeira Barbie com hijab, tipo de véu islâmico. Em 2016, a marca anunciou a inclusão de três novos tipos de corpo – baixa, alta e curvilínea – além de uma variedade de tons de pele, estilos de cabelo e roupas.

Lego

A fabricante de brinquedos Lego também lançou bonecos em cadeira de rodas. A novidade faz parte do kit Fun in the Park, da linha Lego City. que é composta por homens e mulheres, sendo dois idosos, quatro crianças, oito adultos e um bebê. O anúncio foi feito em uma feira de brinquedos na Alemanha, e o bonequinho vem ainda acompanhado de um cão. Empresas que buscam refletir a diversidade e aumentar a representatividade entre as crianças merecem uma Salva de Palmas.