Como um meio de reconhecer as diversas ações voluntárias realizadas em todo Brasil, nesta quarta-feira (28), é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado, data celebrada desde 1985. A ideia é valorizar o trabalho realizado por centenas de pessoas, em várias frentes, além de sensibilizar a população na missão de conseguir novos colaboradores solidários.

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017, o número de pessoas que praticaram atividades voluntárias chegou a 7,4 milhões no Brasil. Apesar do aumento na quantidade de indivíduos que atuam como voluntários, a média de horas dedicadas por semana caiu de 6,7 para 6,3 horas. A pesquisa apontou ainda que a grande maioria, 91% das pessoas, praticava trabalho voluntário por meio de empresa, organização ou instituição.

Um outro estudo, realizado pela World Giving Index 2018 – Charities Aid Foundation, publicou o Índice Global de Solidariedade, avaliado em 146 países em três modalidades: doação em dinheiro, ajuda a um desconhecido e voluntariado.  O Brasil aparece em sétimo lugar em número absolutos (21 milhões de voluntários) e percentualmente na posição 109 (13%) da população envolvida em ações voluntárias. Portanto em ambos os casos, é possível perceber um grande potencial de crescimento que o país tem nesse campo.

Vale ressaltar que os voluntários são os indivíduos que doam seu tempo para realizar trabalhos sem fins lucrativos. Eles praticam ações que são de interesse social e comunitário. Muitas organizações sobrevivem graças ao trabalho dessas pessoas, entre elas algumas bem conhecidas, como a Cruz Vermelha, Médicos sem Fonteiras, Graac, Obras Sociais Irmã Dulce,, Hospital Aristides de Maltez, Casas André Luiz, Turma do Bem, Instituto Dom Bosco e tantos outros que precisam de ajuda. Uma salva de palmas para todos os voluntários.