Com o objetivo de prevenir o aumento de suicídio entre os jovens, o Centro de Valorização da Vida (CVV), com o apoio da Unicef, lançará, nesta quinta-feira (27), uma série de vídeos educativos sobre o tema. O trabalho foi elaborado com a orientação de especialistas em saúde mental, entre eles, o psiquiatra da Unicamp Neury Botega, e a psicóloga doutora pela USP Karen Scavacini. O evento, que será gratuito e aberto ao público, ocorre no auditório da Unibes Cultural, em São Paulo. É preciso fazer inscrição pelo site previamente. Além da apresentação do material inédito, o lançamento contará com comentários sobre a questão do suicídio de pessoas jovens e formas de prevenção, com possibilidade de perguntas e respostas ao final.

Vale ressaltar que esse tema tem ganhado bastante força devido a necessidade de conscientizar as pessoas para a importância de doenças como ansiedade e depressão, principalmente para prevenção de suicídio entre jovens e adolescentes, que estão cada vez mais conectados em suas redes sociais, mas também expostas a mais riscos. Enquanto os índices de suicídio caem em todo o mundo, a taxa entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015, segundo uma pesquisa da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

De acordo com o estudo, a taxa entre jovens entre 10 e 19 anos aumentou 24% nas seis maiores cidades brasileiras: Porto Alegre, Recife, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, enquanto cresceu 13% no interior do país. O aumento contrasta com a evolução dos índices de suicídios no resto do mundo, que caíram 17% no mesmo período.

Sobe o CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Por ano, o serviço realiza mais de três milhões de atendimentos em 110 postos pelo telefone 188. A ligação é gratuita. Além do telefone, o CVV também pode ser acessado, de forma gratuita, pelos postos de atendimento e pelo site  por chat e e-mail. Anualmente são realizados mais de 2 milhões de atendimentos, por aproximadamente 2.400 voluntários, localizados em 19 estados mais o Distrito Federal.

A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, curso de escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio (GASS). Tanto o evento de prevenção quanto o trabalho realizado pelo CVV merecem uma Salva de Palmas #salvadepalnas