Em  homenagem às vítimas da explosão que aconteceu, na última terça-feira (5), na zona portuária de Beirute, a capital do Líbano, o monumento ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, recebeu na noite de quinta-feira (7), uma projeção da bandeira do país.  No alto do Corcovado iluminado, lideranças civis e religiosas rezaram pelas famílias das vítimas, pelos feridos e milhares de desabrigados.

A homenagem é uma iniciativa do Consulado Geral do Líbano no Rio de Janeiro, da comunidade libanesa no Rio de Janeiro, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, das Igrejas Melquita, Maronita e Ortodoxa e das instituições líbano-brasileiras do Rio de Janeiro.

Atualmente, a comunidade libanesa que vive no Brasil, formada na sua maioria por descendentes, é maior do que a população do Líbano. São quase 10 milhões de libaneses e descendentes em território brasileiro