Mais um craque do futebol resolveu ajudar no combate do coronavírus. Desta vez foi Cristiano Ronaldo e seu agente, Jorge Mendes, que vão doar três unidades de tratamento intensivo ao Centro Hospitalar da Universidade Norte de Lisboa (CHULN), em Portugal.

As unidades terão leitos, respiradores e monitores cardíacos: “um equipamento essencial para ajudar os pacientes do Covid-19”, disse um comunicado do hospital. Atualmente, o CHULN, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, tem capacidade para 77 leitos.

Cristiano Ronaldo e Mendes também farão uma doação semelhante ao hospital de Santo Antônio, no centro do hospital universitário do Porto, no norte do país. “Este é um investimento muito importante que inclui mais de uma dúzia de respiradores e outros equipamentos necessários”, disse Eurico Castro Alves, diretor do departamento de cirurgia deste hospital.