A Cervejaria Ambev, dona de marcas como Brahma, Skol e Guaraná Antarctica, lançou uma campanha que busca transformar a indignação em ação, ajudar as pessoas a irem além de reclamar nas redes sociais e terem uma atitude concreta. Como funciona? Aqueles que quiserem ser voluntários em ONGs por todo o Brasil, devem acessar o site, encontrar uma vaga e se aplicar. A partir daí, é só usar a indignação para ajudar a construir um mundo melhor.

A iniciativa criada pela CP+B Brasil, reconhece o poder transformador das ONGs e convoca as pessoas a agirem. A ação faz parte do programa VOA, lançado há dois anos pela companhia, cujo objetivo é ajudar as organizações a aumentarem o seu impacto positivo em diferentes comunidades a partir da mentoria em gestão que executivos e executivas da Ambev fazem para instituições de todo o Brasil.

Atualmente, o  país conta com 7,2 milhões de pessoas  que já fizeram algum tipo de trabalho voluntário, mas o objetivo é que a iniciativa amplie esse número. A cultura de voluntariado é capaz de proporcionar trocas e experiências para os dois lados – ONGs e voluntários. Só no Projeto Voa, foram mais de 5 milhões de pessoas beneficiadas direta e indiretamente pelas ONGs em 2018 e 300 voluntários da cervejaria.

“Na Ambev, a gente enxerga o poder de transformação das ONGs. Por isso, mais do que compartilhar nossos conhecimentos em gestão, estamos também buscando novos voluntários em todo o Brasil para apoiarem as organizações e defenderem as causas com que se identifiquem. Assim, todo mundo vai ser parte da mudança que quer ver. Da nossa inquietude nasceu o VOA e queremos que outros indignados também passem a agir em busca de uma sociedade mais justa e igualitária”, afirma Carlos Pignatari, gerente de Impacto Social da Cervejaria Ambev.

A campanha quer chamar a atenção do público para a realidade vivida por todos e convidar a sociedade a agir por um mundo melhor. Nesta semana, no programa “Donos da Bola”, o ex-jogador Neto abandonou o programa ao vivo e deixou de participar do terceiro bloco, causando surpresa em colegas de estúdio e telespectadores. Neto falou ao vivo que estava indignado com o que anda presenciado no mundo e que não aguentava mais ver a falta de oportunidades na sociedade, o apresentador saiu de cena sem mais explicações. Mas, hoje, de volta ao estúdio, contou para o público o real motivo do sumiço: pegou sua indignação e transformou em ação. Foi conhecer um projeto do Programa VOA”.

O filme de divulgação da ação (abaixo) está sendo veiculado em TV aberta e nas mídias sociais do programa, além de contar com o apoio de alguns influenciadores digitais para ampliarem o alcance da ação.