Foi dada a largada para a campanha “Papai Noel dos Correios”, que consiste na adoção de cartinhas de crianças carentes com pedido de presentes de Natal.  Para participar, é preciso ir em uma das agências participantes e retirar uma ou mais cartas.  Na edição deste ano, a adoção de cartinhas também poderá ser feita pela internet, desde a última segunda-feira (11), pelo site da campanha, mas isso só vale para algumas regiões, como é o caso da Grande São Paulo.

Após retirar a carta, o padrinho deverá entregar o presente solicitado pela criança na agência participante. E para que a empresa possa acompanhar as adoções e as entregas dos presentes, os padrinhos devem cadastrar o CPF ou CNPJ. Os presentes serão recebidos nos pontos de entrega divulgados pelos Correios que, posteriormente, realizam a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança nunca é divulgado ou informado ao padrinho. As datas, locais e horários da campanha Papai Noel dos Correios 2019 podem variar em cada estado. Todas as informações estão no site da campanha, que completa 30 anos..

Este ano, serão recebidas cartinhas de crianças que enviaram seus pedidos diretamente ao Papai Noel e, também, de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, tais como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Desde 2010, os Correios estabeleceram essas parcerias com as secretarias de Educação, a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP