Pelo quinto ano consecutivo, a campanha Carnaval Sem Assédio estará presente na festa mais popular do ano. Desta vez, a ação vai acontecer em cinco cidades brasileiras, com voluntários do projeto em blocos de São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. Os Anjos do Carnaval, como são chamados, vão acolher e orientar mulheres e LGBTs vítimas de assédio. Além disso, parte da equipe ficará responsável por identificar assediadores do alto de trios elétricos de blocos parceiros da iniciativa.

Este ano, a campanha também contará com homens como voluntários. Eles também farão parte da equipe após receberem  um treinamento com o consultor Sérgio Barbosa, especialista em masculinades e violência de gênero.

Em São Paulo, o Ônibus Lilás irá auxiliar em casos de assédio. O veículo, cedido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, também irá oferecer cinco pontos de atendimento para a campanha, com funcionárias da prefeitura capacitadas para orientar e atender vítimas de assédio. Pessoas que sofrerem assédio ou violência poderão ser encaminhadas para a Casa da Mulher Brasileira, um programa que funciona 24h, onde poderão registrar Boletim de Ocorrência e receber informações sobre o atendimento a vítimas de violência de gênero.