Margarita Montañez, de 73 anos, passou 20 dias no hospital internada em uma unidade de terapia intensiva, após  ter complicações da covid-19. Depois de vencer a doença,  ela resolveu agradecer a equipe médica que salvou sua vida, oferecendo pratos típicos mexicanos, de sua terra natal. Ela preparou cerca de 800 unidades de tamales, uma espécie de massa de milho, em palhas, parecida com a nossa pamonha.

A idosa prometeu à equipe médica do Cedars-Sinai Medical Center, na Califórnia, que se ela sobrevivesse ao coronavírus, levaria as tamales caseiras no Natal. Na última quinta-feira, 17, ela cumpriu a promessa e entregou as tamales no hospital, que levou cinco dias para cozinhar.

“As pessoas podem não se lembrar dela, mas ela se lembra da equipe médica todos os dias por causa do que eles fizeram para salvar sua vida e a de literalmente milhares de pessoas. Então, eles são os heróis e merecem os melhores tamales do mundo, que são os tamales da minha mãe”, disse Cindy, filha de Montanez, em entrevista ao site Sunnyskyz.

Revista Pais&Filhos