A adolescente Natália Cristina dos Santos, de 16 anos, postou uma foto em que o pai aparece triste por não ter conseguido vender nenhum salgado no seu primeiro dia de trabalho. A imagem, que foi compartilhada nas redes sociais, gerou uma onda de solidariedade e fez o negócio começar a crescer logo no dia seguinte.

No post, a menina escreveu: “Esse homem da foto é meu pai, homem simples que já tentou de tudo nessa vida. Já foi pedreiro, já tentou ser vereador kkk, já tentou ser famoso, já foi manteiro e até cobrador de ônibus. Infelizmente, nesse último emprego dele, ele foi despedido”. E continuou: “O último salário dele, ele investiu em máquinas pra fazer lanches pra vender na rua, temos de TUDO!!! Hoje foi nosso primeiro dia na pracinha perto da nossa casa vendendo, e na foto de cima, é ele pensativo por não ter vendido nada hoje”, continuou. “Acredito que tudo tem um propósito, e que nada é em vão. Estamos lutando, e sei que Deus é justo”, concluiu. Foram mais de 93 mil retuítes e 204 mil curtidas.

Agrinaldo dos Santos, de 51 anos, vende salgados e bolos na Praça do Sossego, no bairro do Pantanal, em Duque de Caxias, na baixada fluminense, no Rio de Janeiro. Após a postagem de Natália, as pessoas tiveram que fazer fila para comprar seus salgados. “Todo mundo queria tirar foto com a nova celebridade. Havia compradores da Baixada, do Rio e até de Minas Gerais. Só em um dia, ele vendeu 300 salgados”.

Natália ainda teve uma boa  ideia, criou o “Lanche Solidário”, ou seja, qualquer pessoa pode depositar dinheiro para que salgados sejam doados para moradores de rua.