As ações de solidariedade têm seguido por vários cantos do país. Em São Vicente, litoral de São Paulo, por exemplo, mais de 150 mil pães já foram doados em três meses de pandemia, Laís Navarro Fernandes, Alexandre Pulino e duas ajudantes da Cooperativa dos Catadores de lixo reciclável ajudam pessoas carentes no bairro Sambaiatuba e de outras comunidades do Município.

A iniciativa teve início quando as aulas de panificação, que seriam dadas por Pulino, foram canceladas por conta do coronavírus. Então, Laís, que é coordenadora de projetos ambientais de Sambaiatuba, teve a ideia de utilizar o espaço para entregar pãezinhos de graça para as pessoas.

“Começamos com 730 pães e fomos expandindo. No início, os produtos eram comprados com o nosso dinheiro, mas, depois de um tempo, as doações foram chegando. Então, fomos atrás do Fundo Social de Solidariedade para ajudar com as doações. Hoje, nós entregamos em quase todas as comunidades de São Vicente”, disse Laís.

“A repercussão foi grande e, hoje, estamos atingindo cerca de dez bairros de São Vicente com as doações. Fazemos os pães segundas, quartas e sextas-feiras. Fazemos ao todo cerca de 5 mil pães por dia”, afirmou Pulino.

Os pães são fabricados no projeto ambiental do bairro e contam com o apoio do Fundo Social de Solidariedade (FSS-SV) e a Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Animal (Semam). Depois de prontos, as lideranças do México 70, da Área Continental e do Japuí, entre outros locais da Cidade, buscam os alimentos e os entregam aos moradores de seus respectivos bairros.